Av. Duque D'Ávila, 28,
2º- Sala 204, 1000-141
Saldanha - Lisboa

Transições/ Mudanças



Transições/ Mudanças

A nossa vida está repleta de pequenas e grandes mudanças...desde os primórdios da nossa existência. A maior parte delas foi ocorrendo de forma natural e contínua, sem que despendêssemos muito tempo a pensar sobre elas...e frequentemente, nem nos apercebemos da sua amplitude. Contudo, de quando em quando, percebemos que a nossa forma habitual de ver as coisas mudou e podemos até ficar surpreendidos!


As mudanças não se cingem ao nosso mundo interior...dão-se também no nosso corpo e nas várias áreas da nossa vida (profissional, social, familiar, saúde, ambiental,...). Algumas vezes, não é tarefa fácil fazer face a estas transformações...desapegarmo-nos do antigo e adaptarmo-nos à nova realidade que se nos apresenta...É um processo que, por vezes, se pode tornar muito exigente emocionalmente, mas integrar a mudança é um aspeto fundamental para o nosso bem-estar.



Antropologicamente, as sociedades foram concebendo uma série de rituais ou cerimónias para facilitar a adaptação a mudanças importantes da nossa vida. Ou seja, para nos ajudar a fazer a transição do que era para o que vai passar a ser. No entanto, são muitas as situações com que nos vamos deparando que não contemplam a presença desse ritual auxiliar, ou em que este se revela insuficiente para nos ajudar.



As transições inerentes ao desenvolvimento humano (fases do desenvolvimento humano, de acordo com a idade, que se caracterizam por tarefas desenvolvimentistas específicas), podem sofrer bloqueios ou dificuldades. Quando as dificuldades não são ultrapassadas, podem conduzir a estados de grande sofrimento psicológico e solidão, e a ajuda do psicoterapeuta pode ser uma mais valia na facilitação da resolução da situação.



Alguns exemplos de situações de transição são: a profícua fase da adolescência que contém em si diversas transições; a passagem da adolescência para a idade adulta; as situações rompimento de relação amorosa; a saída de casa dos pais; a entrada para a faculdade; a entrada para o mercado de trabalho; a mudança de emprego; o desemprego; a reforma; a gravidez; a maternidade; o casamento; o divórcio; a viuvez ou morte de um ente querido; a doença; o envelhecimento.


 
 
 
 
 
 
Copyright © 2019 inTherapy